Febracis incentiva participantes de cursos a se engajarem em ações sociais que beneficiam entidades assistenciais

O trabalho da sociedade civil organizada é uma das mais importantes ações para a construção de um mundo mais justo. E é exatamente neste pilar que a Febracis sustenta a sua divisão social, incentivando os seus alunos a participarem efetivamente de campanhas que beneficiem entidades assistenciais. A mais recente delas arrecadou R$ 15 mil, verba dividida igualmente entre a Avos (Associação de Voluntários de Saúde do Hospital Infantil Joana de Gusmão), a Oscopac (Obras Sociais da Comunidade Paroquial de Coqueiros), e o Instituto Noah - órgão gestor do Centro de Educação e Cidadania Ambiental (CECA).

 

“É uma ação voluntária, envolvendo os participantes dos nossos cursos de Coaching for Money. Eles aprendem a trabalhar com o dinheiro, mas também a importância da doação”, explica Denice Garbin Mincarone, diretora da Febracis Florianópolis, realçando que essas doações são sempre destinadas a instituições escolhidas pelos próprios alunos. Além dos valores em espécie – incentivado apenas nesta categoria de curso e de acordo com a disponibilidade de cada um -, a entidade promove palestras gratuitas, pedindo apenas que os participantes levem leite em pó ou um quilo de alimento não perecível, para compor cestas básicas que são destinadas a organizações beneficentes.

 

Febracis é a maior instituição de coaching da América Latina. Com matriz em Fortaleza, desde 1998 foca no Coaching Integral Sistêmico, um processo que trabalha a razão e a emoção e se adequa à realidade de cada um para gerir os melhores resultados e alta performance pessoal e profissional. Em Florianópolis, a entidade está na Praça Getúlio Vargas e a inauguração oficial da sua sede acontece em 5 de junho. Já está confirmada a participação do presidente nacional, o master coach Paulo Vieira, um dos escritores mais lidos do Brasil nos últimos anos, autor de sete livros, todos best sellers. O mais conhecido deles é “O poder da ação”, que já vendeu mais de 300 mil cópias e foi o segundo título mais comercializado em 2017.